interessante

Proprietário do Grupo Assaí: Quem é?

Quem E O Dono Do Grupo Assai

Pertencia diretamente ao GPA até 2021, quando abriu as suas negociações na bolsa. Contudo, a empresa ainda era controlada pelo grupo francês Casino – que também controla o GPA – até 2023, quando vendeu sua última participação acionária na Companhia.

Leia também

Na ocasião do anúncio, especialistas consultados pelo E-Investidor consideraram a venda benéfica para ambas as empresas. Isso porque o GPA se livra de um setor pouco lucrativo dentro do grupo, uma vez que os hipermercados estão perdendo espaço no Brasil. Por outro lado, o Assaí poderá acelerar seus planos de expansão ao transformar as lojas Extra Hiper bem localizadas em atacarejos – segmento em crescimento no país.

A transação gerou debates nas redes sociais, sendo considerada potencialmente polêmica devido ao histórico do grupo envolvido. Leandro Siqueira, cofundador do Edufinance, ressalta que as pessoas tendem a analisar minuciosamente o passado ao avaliar essa negociação. Segundo ele, um analista desprovido dessa informação prévia provavelmente não encontraria nenhum viés no negócio em si. No entanto, conhecendo a história por trás dele, é compreensível ter algum receio.

As duas empresas são controladas pelo grupo francês Casino, cujo presidente é Jean-Charles Naouri. Ele é conhecido por suas transações questionáveis do ponto de vista de governança e também possui a alcunha de gênio da matemática.

O Grupo Pão de Açúcar esteve envolvido em algumas situações relacionadas a negociações. Em 2015, a empresa colombiana Éxito (também controlada pelo Casino) adquiriu cerca de metade das ações ordinárias do GPA por valores considerados acima dos praticados no mercado. Isso significa que houve uma troca de dinheiro entre as partes, mas sem alteração na propriedade das ações.

Em meio a problemas financeiros e uma reputação abalada devido a questionamentos sobre suas práticas, o Casino estava em busca de uma maneira de obter recursos sem ter que dividir o capital com acionistas minoritários. Essa necessidade surgiu como resultado de pesquisas realizadas pelo grupo. Segundo informações do cofundador da Edufinance, eles estavam buscando alternativas para garantir um fluxo de caixa estável.

De acordo com Siqueira, o Éxito sempre foi lucrativo, mas apenas 54,8% das ações pertenciam ao conglomerado francês. Para o Casino obter acesso aos fundos do Éxito, eles teriam que distribuir os dividendos igualmente entre eles e outros acionistas.

De acordo com Siqueira, a solução encontrada para evitar a divisão de capital com os acionistas minoritários foi a transação entre as empresas controladas Éxito e GPA. O Casino vendeu metade das suas ações no GPA para o Éxito, do mesmo grupo, obtendo um lucro de R$ 28,7 bilhões. No entanto, o valor das ações do Pão de Açúcar na Bolsa era inferior a R$ 18 bilhões. Isso significa que cerca de R$ 10 bilhões foram gerados “do nada”. Essa venda ocorreu entre duas empresas controladas pelo Casino e que possuíam 50% dos seus acionistas como minoritários. Esse caso evidencia uma falta de governança por parte do Casino na América Latina.

No ano de 2019, o GPA adquiriu os papéis do Éxito por um valor de R$ 9,5 bilhões. Segundo Siqueira, essa transação ocorreu através de uma oferta pública de aquisição (OPA), utilizando como justificativa uma reorganização societária. No entanto, na realidade, foi uma maneira de obter lucro financeiro. Em contrapartida, em 2015 aconteceu algo mais sério: eles pagaram bilhões a mais do que o preço de mercado. Já em 2019, o valor pago pelo Pão de Açúcar foi considerado justo dentro dos parâmetros estabelecidos.

You might be interested:  Previsão do preço da arroba do boi para 2025

Apesar de ter sido contatado pelo E-Investidor para comentar sobre as alegações dos analistas, o Grupo Casino optou por não se pronunciar até o momento em que este artigo foi publicado.

Sobre o grupo centenário

O Casino, uma das redes mais antigas de supermercados na França, foi fundado em 1898. A história do presidente Naouri com essa gigante varejista começou no final dos anos 1990. Antes disso, ele teve uma carreira destacada no setor público como diretor de gabinete no Ministério da Economia da França. Durante esse período, Naouri desempenhou um papel importante na estruturação do mercado francês de futuros e opções. Em seguida, ele decidiu ingressar no setor privado e criou o fundo de investimento Euris.

De acordo com Siqueira, o fundo tinha como objetivo investir em empresas sem adquirir uma participação majoritária, apenas o suficiente para ter controle. No entanto, uma oportunidade surgiu quando ele viu potencial na varejista Rallye e decidiu comprar todo o grupo. Nesse mesmo período, o Casino enfrentou uma oferta hostil de aquisição por parte do Promodes, um concorrente que pretendia remover os diretores do Casino da empresa. A Rallye e Naouri surgiram então como salvadores para os diretores do Casino.

De forma resumida, as empresas de Naouri possuem uma estrutura societária complexa, com várias holdings em um modelo de cascata. O Casino controla o GPA e o Assaí, enquanto é controlado pelo Rallye. Por sua vez, a Fonciere Euris, Finatis e Euris são os principais controladores do Rallye e foram criadas por Naouri.

De acordo com Roberto Nemr, analista da Ohmresearch, a questão de controle acionário do Casino é controversa. Embora Naouri não possua 51% das ações diretamente, ele detém o controle da Rallye, que por sua vez controla o Casino. Isso significa que ele precisa de uma participação menor para exercer influência sobre as empresas. Essa situação dificulta a possibilidade de outras fundos adquirirem as empresas no mercado e implementarem mudanças na gestão.

De acordo com Nemr, o Casino, que possui cem anos de existência, enfrentou dificuldades financeiras devido a escolhas estratégicas desfavoráveis nos últimos anos. Essas decisões resultaram em um aumento considerável do endividamento da empresa. O valor das ações negociadas em Paris também sofreu uma queda significativa nos últimos cinco anos, passando de 40 euros para os atuais 21 euros. Analistas afirmam que as holdings estão sendo administradas prioritariamente para beneficiar os credores e não os acionistas.

De acordo com Nemr, os acionistas minoritários estão enfrentando uma situação desfavorável, principalmente devido à falta de transparência. A empresa fez aquisições equivocadas que resultaram em um alto endividamento. Atualmente, a companhia está avaliada em cerca de 2,7 bilhões de euros na Bolsa de Paris e registrou uma dívida bruta de 4,8 bilhões de euros em 2020.

De acordo com um analista de mercado que acompanha a varejista, mas preferiu não se identificar, uma das únicas fontes de receita do Rallye hoje são os dividendos do Casino, que no final são dividendos do Grupo Pão de Açúcar. Ele relata ainda que a aquisição do GPA pela holding controlada pelo Naouri foi conturbada, com uma intensa disputa entre o empresário francês e o antigo dono da varejista brasileira, o empresário brasileiro Abilio Diniz.

De acordo com um especialista experiente no mercado financeiro, os movimentos passados de Naouri foram estratégias para direcionar o capital para as holdings superiores, evitando ao máximo compartilhar com os acionistas minoritários. Essa prática explica por que uma empresa do grupo sempre adquire outra do mesmo grupo. Atualmente, as ações do GPA são negociadas em múltiplos mais altos em comparação com o grupo Mateus e outras varejistas, representando um risco significativo de governança corporativa.

You might be interested:  A Paternidade de Tonho: Quem é o Pai?

A venda das Lojas Extra Hiper: quem é o proprietário?

A venda das Lojas Extra Hiper gerou dúvidas e polêmicas, mas o preço pago pelo Assaí foi considerado justo pelo mercado. A aquisição também faz sentido para ambas as empresas, mesmo sendo do mesmo grupo.

No início deste ano, ocorreu a separação entre o Assaí e o GPA, que anteriormente era responsável pelo controle do atacarejo. Nessa divisão, os hipermercados do Extra foram mantidos pelo Grupo Pão de Açúcar, uma decisão surpreendente considerando que essas lojas eram vistas como um fardo para o GPA, mas ao mesmo tempo poderiam ser fundamentais para o crescimento do Assaí.

Isso ocorreu porque uma parte das lojas Extra Hiper era de propriedade do Abilio Diniz, que estava em um processo de arbitragem com o Casino desde 2017 para chegar a um acordo sobre esses estabelecimentos. A arbitragem foi finalizada em julho, e é por isso que as lojas foram transferidas para o Assaí apenas agora, e não quando a separação do Assaí do GPA foi concluída.

Nemr compartilha a mesma perspectiva, afirmando que a troca de ativos entre as empresas foi benéfica para ambas. Ele sugere que uma possível forma de capitalização para o Grupo Casino seria vender o próprio Grupo Pão de Açúcar. Dessa forma, ele aposta no GPA como solução para os problemas enfrentados pelo grupo francês.

No entanto, no mercado, há diferentes opiniões sobre essa questão. Um analista não identificado explicou que o Assaí comprou por um valor muito alto em relação ao valor de mercado. Ele expressou dúvidas e acredita que existe uma chance razoável do GPA adquirir algum ativo do Casino com os recursos provenientes da venda das Lojas Extra, como a parte da Cnova (empresa de varejo online na França) pertencente ao Casino. Segundo ele, isso seria negativo e não faria sentido.

Houve também uma preocupação em relação à falta de convocação de uma Assembleia para que os acionistas pudessem votar a transação entre Assaí e Grupo Pão de Açúcar. Como as duas empresas possuem o mesmo controlador, a venda foi aprovada pelos conselheiros independentes das duas companhias.

De acordo com Siqueira, embora seja uma reclamação válida, não é considerada um problema de governança por si só e não é obrigatória por lei. Embora pudesse ter sido feita, não há a exigência para tal.

O Proprietário do Grupo Assai: Descubra quem é o responsável pelo sucesso da empresa

A declaração de Imposto de Renda em 2024 pode trazer benefícios para aqueles que têm filhos e dependentes. Essas pessoas podem pagar menos imposto de renda, mas é importante entender como funciona esse processo.

A Receita Federal adianta a disponibilização do programa de declaração do Imposto de Renda.

O sistema do FGTS Digital foi afetado por uma greve, o que resultou em sua paralisação temporária. Essa plataforma recentemente lançada teve seu funcionamento interrompido devido à manifestação dos trabalhadores. Entenda mais sobre essa situação e suas consequências.

A situação atual da Petrobras tem levantado questionamentos sobre como a estatal perdeu R$ 70 bilhões na Bolsa.

Lula aborda dividendos e Petrobras, gerando reações no mercado. Descubra as opiniões sobre as declarações do ex-presidente.

Nos bastidores do mercado brasileiro, encontra-se o Casino, empresa controladora das redes de supermercados Assaí e Pão de Açúcar. O Casino é um importante jogador no setor varejista do país.

Proprietário da rede Assaí

O Assaí passa a ser uma empresa controlada pelo GPA, ou seja, o Grupo Pão de Açúcar. Isso significa que o GPA é o dono do Assaí e tem total controle sobre suas operações.

You might be interested:  É possível ocupar cargos na igreja mesmo não sendo casado

O tema em questão é a propriedade do grupo Assaí. O artigo aborda quem é o dono dessa empresa e revela que ela pertence ao GPA. O Grupo Pão de Açúcar adquiriu o controle total do Assaí, tornando-o sua subsidiária integral.

Aquisição do mercado Assaí: quem foi o comprador?

O grupo francês Casino, que é o controlador majoritário do atacarejo Assaí (ASAI3), anunciou nesta segunda-feira (28) que deu início ao processo de venda de 140,8 milhões de ações da empresa brasileira. Essas ações correspondem a aproximadamente 10,4% do capital social da companhia e fazem parte dos planos gerais do Casino para reduzir sua dívida.

Essa decisão de venda das ações tem como objetivo principal ajudar o grupo francês a diminuir seu endividamento. O Casino vem buscando maneiras de fortalecer suas finanças e essa medida faz parte dessa estratégia mais ampla. A expectativa é que essa transação proporcione recursos financeiros significativos para o grupo.

P.S.: É importante ressaltar que mesmo com essa venda parcial das ações, o Grupo Casino continuará sendo o acionista majoritário do Assaí e manterá seu controle sobre as operações da empresa no Brasil.

Empresas do grupo Casino: quais são?

O Grupo GPA é o dono do Assaí Atacadista, uma rede de supermercados que oferece produtos em grande quantidade e com preços mais baixos. O GPA também possui outras marcas conhecidas no Brasil, como Pão de Açúcar, Extra, Mercado Extra e Minuto Pão de Açúcar.

Nesse contexto, o objetivo principal do artigo é informar sobre quem é o dono do Grupo Assaí e destacar as demais marcas relacionadas ao mesmo grupo empresarial. Essas informações são relevantes para compreender melhor a estrutura corporativa por trás das redes varejistas presentes no mercado brasileiro.

Proprietário do Atacadão e Carrefour: quem é?

O Carrefour Brasil concluiu recentemente a conversão de 129 lojas do Grupo Big, anteriormente conhecido como Walmart Brasil. Essa aquisição ocorreu no ano passado e agora as unidades foram vinculadas às marcas do grupo, como Atacadão e Hipermercados Carrefour.

Essa conversão representa um importante movimento estratégico para o Carrefour Brasil, pois permite que eles ampliem sua presença no mercado brasileiro. Com essa integração das lojas do Grupo Big ao seu portfólio, o Carrefour fortalece ainda mais sua posição como uma das principais redes varejistas do país.

Além disso, essa expansão também traz benefícios aos consumidores brasileiros. Com a incorporação dessas novas lojas ao grupo, os clientes terão acesso a uma maior variedade de produtos e serviços oferecidos pelo Carrefour. Isso inclui desde alimentos frescos até itens de mercearia em geral, além de outros segmentos presentes nas diferentes marcas da empresa.

P.S.: Essa consolidação é resultado dos esforços contínuos do Carrefour em se adaptar às demandas dos consumidores brasileiros e expandir suas operações no país.

Grupo ao qual o Atacadão pertence

Além disso, o Atacadão possui uma ampla variedade de produtos disponíveis em suas lojas, desde alimentos básicos até itens de limpeza e utensílios domésticos. A rede também conta com um sistema eficiente de logística que permite a distribuição rápida dos produtos para todas as unidades espalhadas pelo país.

Outro fator importante para o crescimento do Atacadão foi a expansão geográfica da marca. Ao longo dos anos, novas lojas foram abertas em diferentes regiões brasileiras, aumentando assim a presença da rede no mercado nacional.

Atualmente, o grupo Carrefour detém diversas marcas além do Atacadão. Entre elas estão: Carrefour Bairro (supermercados), Carrefour Express (lojas menores), Carrefour Market (hipermercados) e Supeco (atacarejo).