Lésbicas

Contos Rápidos: Uma Jornada de Emoções em Poucas Palavras

Contos Rapidos

Se você é um leitor apaixonado, mas está sempre ocupado e tem pouco tempo livre, não se preocupe! Temos a solução perfeita para você. Aqui estão alguns contos fascinantes que podem ser lidos em apenas alguns minutos. São histórias incríveis condensadas em poucas linhas, ideais para quem busca uma leitura rápida e envolvente. Aproveite essa oportunidade de mergulhar em narrativas cativantes mesmo nos momentos mais corridos do seu dia-a-dia.

A seguir, apresento uma lista de algumas obras literárias famosas: “O Discípulo”, escrito por Oscar Wilde; “De Noite”, de Franz Kafka; “A Beleza Total”, do autor Carlos Drummond de Andrade; “Segunda ou terça-feira”, da escritora Virginia Woolf; e “Perplexidade”, obra de Maria Judite de Carvalho. Essas obras são reconhecidas e apreciadas no mundo da literatura.

O Aprendiz, por Oscar Wilde

Após a morte de Narciso, o lago que antes era um símbolo de prazer e doçura transformou-se em uma taça cheia de lágrimas salgadas. As ninfas da floresta, conhecidas como oréades, vieram chorando através das árvores na esperança de trazer consolo e cantar para acalmar o lago.

Quando as mulheres perceberam que o lago havia se transformado de uma taça de águas doces em uma taça de lágrimas salgadas, elas soltaram suas tranças verdes e exclamaram: “Compreendemos sua tristeza ao chorar por Narciso, tão belo ele era”.

As oréades responderam: “Quem pode conhecê-lo melhor do que você? Ele mal nos notava, mas buscava por você e se deitava em suas margens, admirando sua própria beleza refletida no espelho das águas.

O lago revelou que amava Narciso porque, ao observá-lo deitar-se em suas margens e olhar para si mesmo, podia ver sua própria beleza refletida no espelho dos olhos dele.

Oscar Wilde, nascido em 1854 e falecido em 1900, foi um renomado escritor irlandês. Sua obra é amplamente reconhecida por suas peças teatrais e pelo romance O Retrato de Dorian Gray. Além disso, ele também deixou seu legado através de diversos contos que escreveu ao longo de sua carreira literária.

O conto curto nos faz refletir sobre o amor e a possibilidade de encontrarmos uma parte de nós mesmos quando nos envolvemos com outras pessoas.

Contos Rápidos: Uma análise de “De Noite” por Franz Kafka

Imersão na escuridão! Às vezes, afunda-se a cabeça no peito para refletir e assim se funde completamente na noite. Ao redor, os homens dormem. Dormir em casas, em camas sólidas, sob um teto seguro é apenas um pequeno espetáculo, uma auto-ilusão inocente; na realidade, estão reunidos como antigamente numa terra deserta: um acampamento ao relento com inúmeras pessoas – um exército ou povo -, sob o céu frio e sobre a terra gelada. Estendidos ali onde antes estavam de pé, com a testa pressionada contra o braço e o rosto contra o solo, respirando calmamente. E você está vigilante; é um dos guardiões que agita a tocha que pegou do monte de gravetos ao seu lado. Por que vigiar? Alguém precisa fazer isso foi dito. Alguém tem que estar lá…

Franz Kafka, nascido no antigo Império Austro-Húngaro, foi um renomado escritor de língua alemã. Sua obra literária é marcada por romances e contos que o tornaram uma figura icônica na história da literatura.

Nesta breve história, uma das várias encontradas em seus cadernos, a escrita assume um tom poético ao abordar a noite e o estado de vigília. Revelam-se as emoções de alguém solitário que permanece acordado enquanto todos dormem.

Há algumas interpretações que indicam que o conto pode ter elementos autobiográficos, uma vez que Kafka enfrentava problemas de insônia e aproveitava as madrugadas para se dedicar à sua criação literária.

O significado de um conto curto

O conto é um gênero literário caracterizado por histórias curtas, com poucos personagens e uma trama que envolve um conflito e um clímax. Ao contrário de romances, que são narrativas longas repletas de detalhes, o conto é conciso e se concentra apenas nas informações essenciais para o desenvolvimento da história.

Para escrever um bom conto, é importante ter em mente algumas dicas práticas. Primeiramente, defina claramente qual será o conflito central da sua história. Isso ajudará a direcionar a trama e manterá seu texto focado. Por exemplo: imagine que você deseja escrever sobre uma mulher que encontra uma mala cheia de dinheiro no meio da rua.

Além disso, lembre-se de ser objetivo ao contar sua história no formato de conto. Evite excessos descritivos ou digressões desnecessárias; vá direto ao ponto! Foque nos eventos mais relevantes para avançar a trama rapidamente sem perder o interesse do leitor.

You might be interested:  Os Diversos Apelidos Carinhosos Para Namoradas

Por fim, não se esqueça de construir um clímax impactante para prender a atenção dos seus leitores até o final do conto. Pense em momentos-chave onde as tensões atingem seu ápice antes de resolver todos os conflitos apresentados anteriormente na narrativa.

Seguindo essas dicas práticas, você estará pronto para criar contos envolventes e cativantes. Lembre-se de que a simplicidade é uma das principais características desse gênero literário, então aproveite ao máximo cada palavra para contar sua história de forma concisa e poderosa.

A Beleza Total: Uma Análise de Drummond

A deslumbrante beleza de Gertrudes encantava a todos, inclusive a ela mesma. Os espelhos ficavam maravilhados com seu rosto e se recusavam a refletir qualquer outra pessoa da casa ou visitantes. Eles não conseguiam capturar toda a sua formosura, sendo impossível para o espelho do banheiro que ousou tentar, resultando em milhares de estilhaços.

A jovem não conseguia mais sair de casa, pois os carros paravam sem motivo aparente e os motoristas ficavam completamente impotentes. Houve um congestionamento enorme que durou uma semana, mesmo que Gertrudes tenha retornado para casa imediatamente.

O Senado aprovou lei de emergência, proibindo Gertrudes de chegar à janela. A moça vivia confinada num salão em que só penetrava sua mãe, pois o mordomo se suicidara com uma foto de Gertrudes sobre o peito.

Gertrudes estava limitada em suas ações. Ela nasceu assim, seu destino inevitável era ser extremamente bonita. E ela era feliz, ciente de sua incomparabilidade. No entanto, devido à falta de ar puro, sua vida se deteriorou e um dia ela fechou os olhos para sempre. Sua beleza transcendia o corpo e permanecia imortal no ambiente ao redor dela. O corpo já sem vida de Gertrudes foi colocado em um túmulo e a beleza dela continuava brilhando intensamente na sala trancada com sete chaves.

Carlos Drummond de Andrade, nascido em 1902 e falecido em 1987, foi um renomado escritor brasileiro da segunda geração modernista. Sua notoriedade advém principalmente de sua poesia, mas ele também deixou importantes contribuições no campo dos contos e crônicas. Ao longo de sua carreira literária, Drummond escreveu obras que se destacaram pela originalidade e sensibilidade com as quais retratava a realidade brasileira. Seu legado é valorizado até os dias atuais como uma importante referência na literatura nacional.

No desenrolar surpreendente da trama, somos levados a testemunhar o trágico destino de Gertrudes, cuja beleza excessiva acabou por lhe custar a vida. O autor habilmente utiliza essa história para explorar questões socioculturais, ao ironizar e criticar o mundo em que vivemos.

Em um mundo frequentemente superficial e caracterizado pela opressão das mulheres, sua aparência física pode ser tanto uma dádiva quanto uma maldição. Isso resulta em um controle excessivo, vigilância constante e até mesmo punições para elas.

Qual é o conto popular mais destacado?

2) Outra obra importante da literatura brasileira é “Uma Galinha”, escrita por Clarice Lispector. Nessa narrativa curta, a autora explora questões existenciais e emocionais através do ponto de vista de um animal aparentemente insignificante.

3) Machado de Assis também contribuiu significativamente para a literatura com sua obra “A Cartomante”. Nesse conto, ele apresenta um enredo intrigante sobre amor e destino, utilizando elementos do sobrenatural para criar suspense e reflexão.

Contos Breves: Segunda ou terça-feira, de Virginia Woolf

Despreocupada e apática, a garça voa graciosamente pelo espaço com suas asas, navegando com destreza. Sua plumagem branca contrasta com o céu distante enquanto ela se perde em seus próprios pensamentos, explorando incansavelmente os céus. Não há lago que não seja adornado por suas margens! E quando encontra uma montanha, é um espetáculo: o sol doura cada detalhe de sua paisagem. Ao pôr do sol, as samambaias ou penas brancas permanecem para sempre…

Buscando a verdade, ansiando por ela, esforçadamente expressando algumas palavras, sempre desejando – (um grito ressoa à esquerda, outro à direita. Carros partem em diferentes direções. Ônibus se aglomeram em conflito) sempre desejando – (com doze batidas iminentes, o relógio confirma ser meio-dia; a luz irradia tons dourados; crianças brincam animadas) – sempre desejando a verdade. O domo é vermelho; moedas balançam nas árvores; fumaça rasteja das chaminés; latidos, berros e gritos de “Vende-se ferro!” ecoam – e onde está a verdade?.

Emitindo um brilho intenso, os pés dos homens e das mulheres se destacam no ambiente. Alguns são negros, enquanto outros estão incrustados com ouro. No entanto, o tempo está nublado e não há açúcar para adoçar a situação. Dentro do cômodo iluminado pela chama dançante, apenas as figuras negras se destacam com seus olhos brilhantes. Enquanto isso, lá fora, um caminhão descarrega sua carga. Miss Fulana desfruta de uma xícara de chá em sua escrivaninha e as vidraças mantêm casacos de pele guardados.

You might be interested:  Filmes com personagens LGBTQ+ em destaque

Tremulando suavemente, como uma folha leve, perambulando pelos cantos, levada além das rodas e salpicada com brilho prateado. Pode ser encontrada tanto dentro quanto fora de casa, sendo colhida, dissipada e desperdiçada em diferentes tons. É varrida para cima e para baixo, arrancada do seu lugar original, arruinada e amontoada. Mas onde está a verdade?

Agora, sentado junto à lareira, observo o quadrado branco de mármore. De dentro dele emergem palavras que carregam consigo um ar sombrio. O livro cai no chão; suas páginas são consumidas pelas chamas e se transformam em fugazes faíscas – ou talvez agora estejam viajando, com o quadrado de mármore suspenso no ar, descendo minaretes e atravessando os mares indianos enquanto o espaço ao redor se enche de azul e estrelas cintilantes – será verdade? Ou será que agora estou consciente da realidade?

A garça descansa preguiçosamente, demonstrando indiferença enquanto o céu oculta e depois revela as estrelas.

Virginia Woolf foi uma escritora inglesa vanguardista e uma das principais precursoras do modernismo. Ela ganhou destaque internacional com suas obras literárias, que incluíam romances, novelas e contos.

No fragmento mencionado, há um narrador que percebe os acontecimentos diários de uma cidade durante um dia comum da semana. Seu olhar acompanha a movimentação das pessoas na área urbana e também nota a presença de elementos naturais, como quando avista uma garça voando pelo local.

Enquanto observamos o que ocorre ao redor, também conseguimos vislumbrar os pensamentos e sentimentos dessa pessoa que apenas presencia tudo. Parece existir uma conexão entre o mundo externo e sua vida interior, íntima e oculta, que permanece desconhecida para nós.

Como criar um conto em português?

Para escrever um conto, é importante seguir algumas etapas:

2. Desenvolva personagens envolventes, com características únicas e bem definidas.

3. Estabeleça um ambiente detalhado e realista, que ajude a criar uma atmosfera envolvente na história.

5. Utilize linguagem clara e objetiva ao escrever o conto, evitando excessos desnecessários ou termos complicados demais.

6. Revise cuidadosamente seu texto para corrigir erros gramaticais, de pontuação ou de coerência narrativa.

7. Edite seu conto para melhorar sua fluidez e impacto emocional.

Além disso, é sempre recomendável pedir feedback de outras pessoas sobre seu trabalho antes de finalizá-lo.

Lista:

– Desenvolver personagens interessantes

– Estabelecer um ambiente envolvente

– Planejar a estrutura do conto

– Usar linguagem clara e objetiva

– Revisar e editar o conto

– Pedir feedback

Data: 7 de maio de 2023

Contos Breves: Perplexidade, por Maria Judite de Carvalho

A criança estava surpresa. Seus olhos estavam mais abertos e brilhantes do que o normal, e havia uma nova linha vertical entre suas sobrancelhas. Ela expressou sua confusão ao dizer: “Não entendo”.

Na sala de estar, os pais estavam sentados em frente à televisão. Olhar para a tela era a maneira deles se conectarem um com o outro. No entanto, naquela noite, nem isso acontecia. Ela estava ocupada fazendo tricô e ele tinha o jornal aberto ao seu lado. Mas essas atividades eram apenas desculpas para evitar olharem para a tela onde seus olhares costumavam se encontrar.

A menina, porém, ainda não entendia as complexidades dos jogos adultos e continuava sentada no chão, encarando-os com toda sua inocência. Ela não conseguia entender por que eles estavam evitando olhar para ela naquele momento.

“Eu não entendo”, repetiu ela com uma ruguinha na testa enquanto tentava decifrar o que estava acontecendo entre seus pais.

A mãe, no final da discussão acalorada em que alguém estava sendo cruelmente agredido, perguntou: “O que é que você não entende?”.

O pai decidiu fechar o jornal e descobrir qual era a razão pela qual sua filha de oito anos estava tão preocupada de repente. Como sempre, ele se preparou para explicar todos os tipos de problemas para ela, desde os relacionados à matemática até outros assuntos.

Muitas vezes, somos aconselhados a não fazer certas coisas. No entanto, é importante questionar se esses conselhos são realmente verdadeiros ou apenas mentiras. Devemos sempre analisar e avaliar as informações que recebemos antes de tomar qualquer decisão.

Ultimamente, tenho refletido bastante sobre várias questões. Somos constantemente instruídos a não cometer atos de violência, como matar ou bater em alguém. Também nos alertam para os malefícios do consumo excessivo de álcool. Além disso, a televisão retrata diferentes aspectos da vida através de filmes e anúncios publicitários. Tudo isso me faz questionar: afinal, como é a vida?

A pessoa soltou o trabalho manual e ficou nervosa. O pai respirou profundamente, como se estivesse se preparando para um desafio difícil.

«Ora vejamos, disse ele olhando para o teto em busca de inspiração. «A vida…

Porém, não era tão simples assim abordar a falta de respeito, a ausência de amor e o absurdo que ele havia normalizado e que sua filha, aos oito anos de idade, rejeitava.

As agulhas de tricô voltaram a se mover rapidamente, como pássaros com asas feridas.

You might be interested:  Animes sobre o amor entre meninas: uma lista de Yuri Love

Maria Judite de Carvalho foi uma escritora portuguesa conhecida por suas obras de contos. O texto que vou apresentar agora se passa em um ambiente familiar, com todos reunidos na sala.

Enquanto a criança está assistindo televisão, ela começa a se sentir confusa conforme percebe que o mundo retratado na tela é muito diferente daquele que ela aprendeu. A curiosidade e inocência da menina destacam-se em contraste com a atitude silenciosa de seus pais, que evitam abordar essas questões.

À medida que amadurecemos, adquirimos conhecimento e experiência suficientes para compreender que a vida e o mundo são complexos. Nos deparamos com situações cheias de hipocrisia e contradição, das quais tentamos evitar pensar muito profundamente.

  • Contos populares comentados
  • Melhores contos brasileiros
  • Melhores contos populares brasileiros
  • Contos de fadas comentados
  • Contos de terror completos
  • Contos fantásticos para entender o gênero

Criando um conto para crianças e adolescentes

Os contos rápidos são uma forma de narrativa que se caracteriza pela sua concisão e objetividade. Em poucas palavras, eles conseguem transmitir uma história completa, com início, meio e fim.

No desenvolvimento do conto rápido, é essencial resolver todas as dúvidas do público para a compreensão da trama. Nada pode ser omitido; cada detalhe é importante para o entendimento da história. É nessa parte que os personagens são apresentados e suas motivações são reveladas.

O clímax é o ponto culminante do conto rápido. É onde toda a tensão construída ao longo da narrativa atinge seu ápice. Pode ser um momento de grande emoção ou surpresa, capaz de prender a atenção do leitor até o desfecho final.

P.S.: Os contos rápidos têm como principal característica a brevidade na escrita, mas isso não significa que sejam menos impactantes ou significativos em relação aos textos mais extensos. Ao contrário, essa forma condensada permite explorar ideias de maneira intensa e eficaz, proporcionando experiências literárias únicas em poucas palavras.

Exemplo de conto

Em “A Cartomante”, Machado de Assis aborda a temática do destino e da incerteza. O conto narra a história de dois amigos que visitam uma cartomante para saber sobre o futuro. Através dessa narrativa, o autor explora as dúvidas humanas em relação ao que está por vir e como isso pode afetar suas vidas.

No poético conto “Presépio”, Carlos Drummond de Andrade aborda o nascimento do menino Jesus sob uma perspectiva diferente. Ele retrata personagens tradicionais do presépio como Maria, José e os animais através dos olhos inocentes das crianças presentes na cena. Esse enfoque traz à tona sentimentos como amor, esperança e fé.

Definição de conto exemplo

O conto é uma história curta que geralmente apresenta apenas um conflito. Existem diferentes tipos de contos, como o fantástico e o de fadas. O conto tem características específicas e é muito comum na literatura brasileira.

Exemplos de conto

Já os contos infantis juvenis encantam crianças e jovens com personagens carismáticos e aventuras mágicas. Essas histórias geralmente trazem lições valiosas sobre amizade, coragem e superação, estimulando a criatividade das crianças enquanto as entretêm com enredos divertidos.

Por fim, não podemos esquecer dos clássicos contos de fadas que encantaram gerações ao longo dos anos. Repletas de princesas encantadoras, príncipes corajosos e vilões malvados, essas histórias nos transportam para reinos distantes onde o bem sempre triunfa sobre o mal. Com suas mensagens de esperança e moralidade, os contos de fadas continuam a encantar leitores de todas as idades.

P.S.: Os contos rápidos são uma forma fascinante de contar histórias em poucas palavras, permitindo que os leitores mergulhem em diferentes universos literários. Seja viajando pelo espaço sideral, explorando mundos mágicos ou vivendo aventuras emocionantes com personagens cativantes, essas narrativas curtas têm o poder de entreter e inspirar a imaginação dos leitores.

O miniconto mais conhecido

Nessa pesquisa diacrônica, exploramos a obra de diversos autores renomados que se destacaram no gênero dos contos rápidos. Entre eles estão:

1. Augusto Monterroso: autor do famoso miniconto “O dinossauro”, considerado o menor e mais conhecido do mundo.

2. Raymond Carver: escritor norte-americano reconhecido como um ícone minimalista da literatura.

3. Dalton Trevisan: responsável pela canonização dos contos rápidos no Brasil.

Além desses nomes mencionados, outros escritores também merecem destaque por suas contribuições significativas ao gênero dos contos rápidos, como Julio Cortázar, Rubem Fonseca, Lydia Davis, Italo Calvino e Clarice Lispector.

Através dessa ampla variedade de vozes literárias, é possível apreciar diferentes estilos narrativos e temáticas abordadas nos contos rápidos. Essa diversidade enriquece ainda mais a experiência do leitor ao mergulhar nesse universo conciso mas impactante da literatura contemporânea.

Em suma, os contistas mencionados acima representam apenas uma pequena amostra da riqueza presente na produção mundial de contos rápidos. Através dessas obras inspiradoras, podemos compreender melhor as nuances desse formato compacto e apreciar a habilidade dos autores em contar histórias de forma concisa, porém profundamente significativa.